Pra "tu".


Medo de se entregar pra teu eu
Medo de viver intensamente
De ser louca e tola
Medo de envolver-se nos cachos
da vida, da loucura.
E por que esta aqui?
Nessa vida de duvidas
Monstros e fadas
Veio até aqui só pra ter medo?
Criatura [você dona moça]
Não tenha medo
Tenha desejo, vontade, ousadia
Escute os teus cachos
As tuas dores, os teus pensamentos.
Seja você, e não eles
Cresça e nunca esqueça de você
Do teu eu, de tu.

Luana Almeida.

3 comentários:

Stº Lorac disse...

Lindo o poema!!beijos

Manuh disse...

FODA!
Muito bom, mesmo!

Lúu Almeida disse...

Loou amiga, todo teu taa!
Manu amor, obrigada! sempre carinhosa!

bjobjo'