Volta.

Ele voltou!
A vida dela era bem tranqüila,
bem água, mas ele trouxe o vinho.
O vento dela era brisa e ele a trouxe tempestade.
Ela sempre sorriu, hoje chora de saudades dele.

Senti teu cheiro, 
lhe vi na rua,
mas cadê você?!

6 comentários:

Stº Lorac disse...

Sei bem como é isso!
beijos

Iuri disse...

Eu também sei.

Noe* disse...

E eu que nem o vi na rua?

Um beijo =*

Quaresma disse...

talvez quando a última lágrima cair, a saudade vai embora (:

beijas, Lú :*

Juliana disse...

Momentos de nostalgia, sei como é.
Post perfeito, como de costume.

Beijos

Babi disse...

levou sorrisos e deixou lágrimas...

=*