Amor.

Ontem passei por aquela rua
em que um dia estávamos juntos.
Brinquei de te imaginar
ao meu lado, de braços dados.
Ri pra mim, e você estava (esteve) ali
Risonho e louco, sempre você.
Por um momento pude sentir o teu perfume,
o teu corpo junto ao meu.
Minha imaginação... nem tinha você
de verdade.

Luana Almeida.

2 comentários:

Jéssyca Carvalho disse...

Não tinha esse "você", mas tinha o sentimento e a imaginação.
Essas 'coisas' podem suprir algumas faltas.
Crês nisso,
ou achas que sou tola?

(intertextualidade contigo, hehe')

Lúu Almeida disse...

rsrsrs'
creio sim, mas certamente
seria mais agradavel a presença fisica,
sendo assim me tornaria materialista.. cho que concordo com vc.. rarara'

bjobjo'

*culta viu essa menina!! ;P