Delírio.

Diga-me como sair,
como fugir desse lugar.
Fala-me do teu segredo,
onde esta a tua chave?
Abre, dai-me espaço,
deixe que eu minha alma passe.
Liberta-me, 
deixe-me ir.
Já que um dia você 
se foi.

7 comentários:

Rafael de Souzza disse...

Tá aprendendo mesmo essa coisa de múltiplos sentidos, hein?!
Gostei, flô, parabéns! ^^

Tiago Moralles disse...

Vamos fugir.

Rafael de Souzza disse...

Ah! E adorei a foto também... =P

Luana Almeida disse...

Seja sempre bem vindo Rafa, e a imagem é minha, a mão também (risos).
E Ti, vamos fugir sim. ^^

Flores!

Dave disse...

É... A libertação se faz necessária...

Natália Rocha disse...

Muitas das vezes é tudo que precisamos, nos libertar, fugir.

Beeijo*

Luana Almeida disse...

É bom, vez ou outra. ^^

Flores!