Moça dos cachos de mel.

Ao som de Cicero


"Ele ainda não superou sua dor,
a perca da moça dos cachos de mel."


Jean Violetta


























Conforma-se assim, sabe bem que não verá mais
sua moça, dona de seus sonhos, dona de suas fugas.
Ela preparou tua cama, teu café, teu teto,
procurou a ti o mais depressa que poderia,
mas não estava mais... assim ela se foi.
Tudo que buscou de ti foi teu carinho,
teu cantar, teu amor.
Ela sofreu por ter só a tua carne, ela fugiu
com medo que perdurasse esse teu gostar estranho.
Não encaixou tuas cochas nas dela, não mordeu os lábios,
não sonhou de estar por perto.
Ela fez o que achou que seria certo,
foi em silêncio para não incomodar a ti.
Ela não quis acorda-lo, isso é missão tua.
Vai meu rapaz, acorde!
A moça dos cachos de mel já se foi
pra ver se tu vivia amor de verdade,
o amor da realeza.

"Passou o tempo e não recuperou a tua perda,
passou da hora de encontrar um novo amor."


Dedicado ao meu moço de sempre.

Um comentário:

Sandro Honorato disse...

Olá e ai como vai?
Adorei o teu blog :)
Estou seguindo xD

Beijos e tudo de bom
....................
www.rimasdopreto.com