Desejo nosso.

"Teus movimentos raros
excitam minha pele."

Carolina Rodriguez Fuenmayor


















Teu gosto de delírio, seu corpo de pecado,
seus dentes de loucuras.
Tudo matam-me aos poucos de prazer, de desejo.
Vem e tira minha paz, minha razão.
Devora-me!
Cobre meu corpo da tua saliva,
acolhe meus dedos em tuas entranhas,
aceita meus beijos e minhas palavras.
Solta sua razão, deixe eu lhe direcionar
ao simples prazer de nossas carnes.
Provoca-me, descubra-me, mata-me.
Rasga, morde, desliza, esconde.
Tudo em mim, tudo em você... gozo.

Desejo, é o que resta.

3 comentários:

Zuza Zapata disse...

desejo é o que nos resta! :)

Delícia de texto

Beijo doce! :*

Luana Almeida disse...

Obrigada pela tua visita.
Minhas palavras não chegam perto
do calor que as suas provocam. ^^

Flores!

Pedro Antônio disse...

Lindas flores pra você também, Luana.

Abraços!

Pedro Antônio