Agora ar.

Melina


















Amo incondicionalmente esse ser e sinto que sempre amei,
desde outras primaveras cheias de cores e de recordações amor.
Não fui forçada ou obrigada, aprendi por conta própria a transformar
todo esse amor, tornou-se mais real, vivo, humano e absoluto.
De amor tornou-se amor, de colo tornou-se colo seguro, de amante
tornou-se um grande amigo. Virou tudo em mim, transformou.
Hoje tu estas de pé com essa tua dona, que me dá sentimento que
não sei nome, mas sinto não ser o que é, o que seria real.
Hoje eu estou aqui, viva e completa de minhas flores, preenchida de
mim, dos meus poemas, das minhas vidas de dengo, aprendo.
Aprendi o que é o amor, ele é diferente de roubar, de viver a vida de
quem se ama. Aprendi tanto que hoje consigo ser feliz assim, comigo.
Sem motivos, ou com diversos deles, eu sigo contente e decidida
de ir mais além como sempre quis e buscar o meu mundo guardado
lá fora no jardim da minha alma. 
Que o futuro nos espere!

Cuido e amo.

Um comentário:

Arianne Carla disse...

Que o futuro nos espere e nos aguarde com fôlego! Lindo demais, Luana. Como sempre, né?
Beijos,
http://eppifania.blogspot.com.br/