Elas do eu #005'


Olha ela ali, descalça,
Na sua loucura imediata de cada dia.
Olha ela ali, nua,
Se despindo pra um novo começo.
Olha ela ali menino, não a vê?
Esta cego? Não ouve?
Ela se dá por inteira a esse universo,
dança, canta, extravasa toda a loucura do ser, da alma.
Ela simples e ela, sempre.
Se perde no mundo que a mais excita,
na leitura constante de cada delicioso livro,
cada um com uma receita diferente que a alimenta,
que a faz sonhar.
Menino, pare de ser bobo, olha ela ali.

Luana Almeida.

6 comentários:

Stº Lorac disse...

Menino cego esse!! Não consegui ver, ela alii.
Toda boba só pra ele.
Só pegando ele e dando uma sacudida pra ver se acorda pra vida.srsrsr
[Amei o poema vc escreve muito bem]

flores!

Lúu Almeida disse...

Obrigada amiga..
:D

Flores!

Manuh disse...

LINDO LINDO LINDO!
Fala sobre a poesia certo?
Posso publicar no meu blog *com devidos direitos autorais é claro*?
Espero que continue fazendo poemas tão maravilhosos!

Lúu Almeida disse...

Deve Manuh, deve!
XD

Flores!

reinaldo disse...

priminha é massa viu parabéns

Lúu Almeida disse...

Obrigada pela visita primo!

Flores!